Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

16
Jun19

Portugal está preparado para o futuro?

David Marinho

Não conheço outras culturas o suficiente para saber como se comportam enquanto sociedade actual. Seria interessante perceber se o que existe, existe de forma similar noutros países e também para ter uma base de comparação.

Não é por ingenuidade que o vou dizer mas vivemos num país atrasadíssimo, que vive numa bolha constante de onde nunca saiu. É difícil querermos seguir uma corrente de pensamento que tem dado resultados lá fora, cá dentro. É difícil explicar às pessoas que as mudanças são necessárias para continuarmos a ter desafios no país, enquanto país, enquanto cidadãos, enquanto pessoas. Culturalmente somos um exemplo, melhores em tudo mas somos pouco objectivos. Agarramo-nos muito ao país histórico que não existe, às gentes que não existem, a uma cultura de esforço e luta que não temos.

E não sabemos (ou não queremos) interpretar os sinais. 

E não somos assim um país tão livre. Ainda existe um rasto tremendo de atropelos constantes aos direito humanos, de uma cultura do "tacho" e da "cunha" monumental que contradiz completamente a importância que tem as habilitações superiores ou os méritos efectivos de cada um.

E para rematar no fim: somos um país mesquinho. Mas só o somos quando nos afecta, quando algo nos tira o pão da boca. Porque da nossa linha para fora, passando a ser responsabilidade de outro qualquer, já não queremos saber - ou fingimos não querer saber.

Resultado de imagem para bandeiras portugal janela

(atenção, temos muitas coisas boas - um país lindíssimo - mas hoje é só para tocar na ferida)

05
Jun19

Portugal na final

David Marinho

Não há palavras para descrever Cristiano Ronaldo. Acaba de nos lançar para a final da Liga das Nações com três golos, aos trinta e quatro anos, como se nada fosse. Já o davam como morto para o futebol há algum tempo (acreditem) mas ele lá vai canalizando tudo isso em trabalho e resultados.

Aliás, Ronaldo é exemplo daquilo que poderíamos ser na nossa vida: dedicado a 110%, com prazer, desde sempre. Lutou muito para chegar onde chegou e agora vai colhendo frutos ao longo do tempo.

Um dia, Ronaldo sairá de cena do teatro do futebol e com ele, este, morrerá um pouco. Não há ninguém que tenha a magia e dedicação que ele (e até o Messi) têm.

Sei que somos um país pouco patriótico mas final...é para se ganhar.

fonte

27
Mai19

Quem se espanta com esta abstenção?

David Marinho

Como é que, em pleno 2019, ainda há pessoas que se espantam com estes números?

Isto só significa um colher natural dos anos e anos de ignorância política, não ensinada nas escolas, não explicada às populações, não concretizada junto dos mais novos, que vão crescendo num total desconhecimento e alienação sobre os conceitos mais básicos da democracia, do país e do mundo.

Pior é viver num país que não vota em programas políticos mas em caras, em partidos em detrimento de outros só porque não gostam deste ou daquele, de forma cíclica ao longo dos anos. 

A política além de se não renovar, não se quer renovar. 

Somos prisioneiros de ideologias, de nomes que estão demasiado gastos e completamente deslocados da actual realidade. As pessoas assim também desligam o botão e vão à vida delas. Ainda por cima estava tão bom tempo...

E o que significou estas eleições? Que rumo a tomar? Que ideias? É que só ouvi falar de políticas internas, de batalhas uns contra os outros mas...e a Europa?

brexit-eu-europe-113885.jpg

 

 

Pesquisar

Compra já!

Bertrand

20% a 50% em TODOS os livros - Mrec

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D