Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

02
Mar19

Quando olho para ti

David Marinho

Às vezes dou por mim, distraído, a olhar para ti. Há qualquer coisa nesse olhar que não se perde, que mesmo que não acompanhe os gestos, lá no fundo mostra que sempre foste assim.

 

E olho-te tão profundamente, que dou por mim a pensar que foi exactamente por seres assim que me apaixonei todos os dias da minha vida, que me fui distraíndo sempre desse mundo cada vez mais louco, para me proteger com a felicidade que me dás.

 

Só preciso que encostes: o ouvido para que me oiças e o teu corpo para que possamos olhar o mesmo céu. E os teus olhos, para que te distraias também nos meus.

 

E até te digo mais: contigo...tudo dá certo.

 

01
Mar19

Desejo de mudança

David Marinho

Não percebo como as pessoas não ganham esta necessidade de mudar de ares de tempos a tempos, de ver coisas novas, de aprender algo novo que nos leve a desafiar os nossos limites. 

 

Em conversa com amigos, lembro-me de afirmar que só podemos viver bem quando nos sentimos bem, que quando o bichinho da comodidade e da estagnação aparece, o melhor é sair. Não vale a pena vivermos com a ilusão de que o trabalho sem desafios é bom. Não é.

 

Difícil neste ponto, como em todos, é mexermos os cordelinhos certos. O que precisamos, as nossas maiores valias, o que realmente os mercados pedem e que nós podemos oferecer. Chega? Não chega? Será um passo em frente? Será um atrás para dar dois em frente? 

 

Mas mudar é bom. Ser forçado a isso pode ser oportunidade, mas ter tempo para querer mudar é muito melhor.

Pesquisar

Compra já!

Bertrand

20% a 50% em TODOS os livros - Mrec

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D